TERAPIA COM ANIMAIS

Você sabia que os animais são considerados “co-terapeutas”?

A “pet terapia”, TAA (Terapia Assistida por Animais) ou IAA (Intervenções Assistidas por Animais),  ajuda a combater depressão, estresse e doenças cardíacas, entre outros. E isso também inclui o tratamento do câncer? SIM! Ter um animal por perto, na minha leiga opinião, pode trazer alegria e, consequentemente, ajudar no enfrentamento da doença e dos efeitos colaterais. Existem algumas clínicas de oncologia que já fazem um trabalho periódico com visita de animais a pacientes em tratamento ambulatorial. Muitas ONGs disponibilizam animais treinados e até hospitais já liberam a entrada do próprio bichinho do paciente, desde que seja autorizado pelo médico.

De uma forma geral, as únicas contraindicações são medo de animais, alergia ou problemas de respiração, entre outros. Mas atenção! Nem todo pet pode ser terapeuta, viu? Eles precisam ser tranquilos, sociáveis, dóceis, que as pessoas possam abraçar, beijar e apertar, sem que ele reaja. A TAA é uma intervenção dirigida, com objetivos específicos para cada patologia e faixa etária, onde o animal de estimação especialmente treinado com rígidos critérios de comportamento e saúde é parte integrante do processo de tratamento. (mais…)