POUCA POPULARIDADE NO NORDESTE

O governo de Jair Bolsonaro (PSL) na região Nordeste sofreu uma queda na avaliação, de acordo com pesquisa divulgada pela XP Investimentos/Ipespe. O nível de rejeição do presidente eleito chegou a 53%, entre ruim e péssimo. A informação é da revista Época.

A apuração foi realizada nos últimos dias 5, 6 e 7, duas semanas após declarações de Bolsonaro consideradas discriminatórias em relação à população nordestina. Em uma dessas ocasiões, Bolsonaro se referiu aos governadores nordestinos pejorativamente como “paraíbas”.

Na atual edição da pesquisa da XP/Ipespe, 38% dos entrevistados em todo o país afirmaram que a gestão do capitão reformado do Exército é ruim ou péssima, e 33% que é ótima ou boa. Essa diferença de cinco pontos é inédita. Nos dois meses anteriores, ela ficou estacionada em um ponto.

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

LICITAÇÃO DA OBRA SALVADOR-ITAPARICA NA BOLSA DE VALORES

O deputado federal Otto Alencar Filho (PSD) não escondeu a empolgação ao assistir a entrevista do aliado Marcus Cavalcanti, secretário de Infraestrutura da Bahia, ao Linha de Frente nesta quarta (5/6). Otto ficou particularmente satisfeito quando Cavalcanti anunciou que a licitação da obra Salvador-Itaparica deve ser levada para a Bolsa de Valores de São Paulo, ainda em outubro de 2019.

Quando era presidente do Desenbahia, o hoje deputado liderou os estudos de viabilidade que chegaram a conclusão de que o preço do pedágio na ponte precisa ser na faixa dos R$40. Antes, tinham sido cogitados valores como R$30, ou até R$10, o que inviabilizaria o projeto. Liderança do PSD, em que Marcus Cavalcanti é filiado, o parlamentar reconheceu a importância de um membro do PP.

“O mérito é de (vice-governador) João Leão, que botou a ideia para a frente quando ninguém mais acreditava”, confidenciou ele a um jornalista.

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

“A previdência não é a solução do país”, afirma o deputado Otto Alencar Filho; assista

O Linha de Frente entrevistou, nesta sexta-feira (31/5), o deputado federal Otto Alencar Filho (PSD) sobre a Nova Previdência, dentre outros temas de âmbito nacional. Otto foi presidente da Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) por três anos – de 2015 a 2018.

Em conversa com os jornalistas Pablo Reis e Matheus Carvalho, o parlamentar classificou a reforma da previdência como “necessária”, mas com algumas ressalvas. “É necessária porque você tem que tirar privilégios que não cabem mais ao serviço público. Vamos ter que aumentar a idade de contribuição, isso não tem jeito. Mas tem alguns setores que a gente precisa avaliar melhor. Por exemplo, policiais que dão a vida por nós, acho que a previdência tem que ser mais flexível. Então alguns setores precisam contribuir por menos tempo. Esse é um dos pontos, existem vários”.

Apesar de fazer parte da bancada da oposição na Câmara, o deputado elogiou a gestão do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM). “Rodrigo Maia tem sido correto. Ele está tentando ajudar o governo e está apanhando demais, de forma injusta. Estou falando de um adversário, mas justiça seja feita. Ele tem colocado as matérias em pauta para a gente discutir e aí cada deputado fala de um lado e a gente chega a um acordo. Ele tem sido responsável, tem tentado manter o diálogo, apesar das brigas na Casa”.

Otto Filho comentou ainda sobre o fim da estabilidade do setor público. Para ele, indicação política deveria ser apenas para cargos de confiança. “Sou a favor do fim da estabilidade do setor público e do fim de indicação politica como Reda. Acho que só deveria ser para aqueles com cargo de confiança a partir de Diretor e cargos superiores que são estratégicos, mas para baixo eu sou contra. Se o funcionário público não está sendo produtivo, demita ele e coloque outro no lugar e ele saiba que se ele não atender bem a população também, pode ser demitido”.

Confira a entrevista na íntegra:

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

UNIFICAÇÃO DAS ELEIÇÕES EM 2022. JÁ PENSOU?

O deputado federal Rogério Peninha (MDB-SC) indicou uma Proposta de Emenda Constituição (PEC) que tem o objetivo de unificar as eleições em 2022. O parlamentar propõe que os mandatos dos prefeitos e vereadores do momento sejam prolongados até 2022, para que os brasileiros possam ir às urnas de uma vez só, para votar para seus candidatos municipais, além das demais esferas – deputado estadual, deputado federal, senador, governador e presidente da República.

“Objetivo maior com a unificação dos pleitos eleitorais é gerar economia principalmente aos cofres públicos. No ano passado, as eleições custaram quase R$ 1 mi aos nossos contribuintes e se fizermos uma continha rápida, esse dinheiro daria para construir 400 creches ou então 3500 ambulâncias de UTI Móvel ou então seria suficiente para pagar o salario de 15 mil policiais por um ano. Aí eu pergunto: qual a prioridade de nós brasileiros? É educação? É saúde? É segurança? Ou eleição? Óbvio que não é eleição”, disse o deputado ao Linha de Frente.

Peninha explicou, ainda, como foi pensada a tramitação da PEC para dar celeridade ao processo e como será daqui para frente. “Vamos ligar nossa PEC a uma outra, com texto parecido, mas que já está em tramitação. Escolhemos a PEC 376, que tramita desde 2009. Com isso trouxemos mais parlamentares pro debate, pulverizamos o protagonismo, porque nosso objetivo é maior que esse”.

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

A VOLTA POR CIMA DO MINISTRO

O novo ministro da Educação, Abraham Weintraub‏, foi questionado sobre suas notas ruins no primeiro ano da faculdade, após ter o boletim escolar divulgado pelo cientista político Alberto C. Almeida. O escolhido do presidente Jair Bolsonaro (PSL) fez Economia na Universidade de São Paulo (USP). 

Abraham, então, se pronunciou por meio das redes sociais. “Já levei tombo na vida, mas dei a volta por cima”.

Veja:

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

ELEIÇÕES 2022: NEM SIM, NEM NÃO

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), foi entrevistado por jornalistas do Canal Livre, da Bandeirantes, no início da semana. A jornalista Thais Herédia levantou uma das críticas feitas ao Partido dos Trabalhadores – de que não foi preparado uma nova liderança para substituir o ex-presidente Lula – e questionou se o chefe do Executivo baiano pretense se candidatar à Presidência da República em 2022, ao invés do também petista, Fernando Haddad, que perdeu as últimas eleições para Jair Bolsonaro (PSL).

Rui desconversou. Veja a resposta do governador:

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

“SE PROSPERAR, VOLTO PARA PRAIA”

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) respondeu o pedido de impeachment protocolado pelo deputado federal, Marco Feliciano (Pode), contra ele de forma descontraída. “Ok. Sem comentários. Sem comentários. Isso aí é bobagem. Se prosperar, eu volto para praia. Eu estou tranquilo”.

Feliciano teria tomado a atitude de protocolar o pedido de impeachment após Mourão curtir um tuíte da jornalista Rachel Sheherazade em que dizia “Palestra do general Mourão em Harvard. Finalmente um representante do governo não nos causa vergonha alheia. Muito pelo contrário: o vice mostrou como ele e o presidente são diferentes: um é o vinho, o outro vinagre. Parabéns pela lucidez, general Mourão!”.

Para ele, Mourão está contradizendo Bolsonaro em diversos posicionamentos.

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

‘LIKE’ DE MOURÃO FAZ FELICIANO PEDIR IMPEACHMENT DE VICE-PRESIDENTE

O deputado federal Marco Feliciano, do Podemos, protocolou um pedido de impeachment contra o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) após uma “curtida” do general na publicação da jornalista do SBT, Raquel Sheherazade, que critica o governo Bolsonaro.

Feliciano acusa Mourão de praticar crime de responsabilidade  e classifica o ato como indecoroso. “A denúncia por crime de responsabilidade contra Mourão se deu por comportamento indecoroso em várias ocasiões. Exemplo: na medida em que ele curtiu tweet de Rachel Sheherazade, detonando com o presidente Jair Bolsonaro, o louvando como melhor opção para governar o país.”

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

“É A EMOÇÃO”

O deputado do PSL, Bibo Nunes, se atrapalhou na hora de administrar o voto na manutenção ou não da pauta da Reforma da Previdência na sessão desta terça-feira (16/4) e a oposição contra a colega Maria do Rosário (PT). Durante a confusão, o parlamentar votou a favor da retirada do tema e tentou voltar atrás.

Veja: 

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

O DIA A DIA DE UM VIEIRA LIMA

A vida dos Vieira Lima mudou muito nos últimos meses. O ex-ministro Geddel, preso em setembro de 2017 após a Polícia Federal encontrar uma bunker de R$ 51 milhões em um apartamento no bairro da Graça, em Salvador, vive outra realidade na Papuda, em Curitiba. E Lúcio, desde que perdeu a reeleição para deputado federal nas eleições 2018, tem se ocupado com outras preocupações. Coisa de novato na vida real do brasileiro.

Agora, está obstinado a denunciar a indústria alimentícia e o consumo desenfreado. Para isso, conta com sua conta no Instagram, onde tem mostrado suas idas aos mercadinhos e açougues e, sobretudo, reclamado dos valores encontrados.

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

1 2 8
© 2019 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA