Criatividade e sabor: saiba onde comer petiscos “diferentões” na capital baiana

Uma dose de criatividade, tempero, referências e, claro, uma pitada de ousadia. É com receitas nada tradicionais, fiéis apenas ao inesperado da mesa de bar, que alguns estabelecimentos da capital baiana têm buscado surpreender o cliente com petiscos “diferentões”, pensados “fora da caixa”, para além dos clássicos conhecidos da comida de boteco.

Foi convocando os “diferentões” de Salvador, que não só arriscaram, como arrebataram os paladares soteropolitanos, que o programa da última sexta-feira deu início à resenha semanal.

Pra quem gosta de comer bem e adora um desafio pelos sabores inusitados, ficou difícil escolher entre as opções da mesa de bar nesta rodada.

De “jabá do japa” a “xibiu de mainha”, os participantes desta edição tiveram a oportunidade de viajar gastronomicamente pela fusão da comida oriental com a regional, do “Sushili”, e ainda experimentaram o quitute de Dona Maria Eunice, que virou febre das festas da vizinhança e pedida certeira dos eventos na capital baiana, regado a camarão e vinagrete.

Pra completar, o especialista John Cardoso, sommelier de cervejas, comandou o quizz da rodada, sobre estilos da bebida. A brincadeira começou em degustação e terminou – adivinhem – em bebedeira, resenha e história pra contar na mesa de bar.

O som da edição ficou por conta da banda Mambolada, que completa 19 anos de agito com os embalos da música latina e chamou a galera para descer com o melhor da lambada no programa.

Quer ficar por dentro do que rolou por lá? Assista à edição completa através do link: https://www.facebook.com/aratuon/videos/273473773533826/.

Acompanhe também pelas redes sociais @dicasdasaideira.

Nenhum Comentário

Os comentários estão desativados.