Dia do abraço: Veja os 15 benefícios para a saúde física e mental

Você sabia que no dia 22 de maio é celebrado o Dia do Abraço? Além de representar carinho e amor, dar e receber um abraço possui muitos benefícios para a saúde mental e física.

“Precisamos de 4 abraços por dia para sobreviver. Precisamos de 8 abraços por dia para nos manter. Precisamos de 12 abraços por dia para crescer”. Esta frase famosa da psicoterapeuta norte-americana Virginia Satir resume o quanto os abraços são importantes na nossa vida.

Quando damos um abraço e somos abraçados em troca, temos uma sensação de bem-estar e satisfação imediata, mas poucos sabem que, além deste sentimento de felicidade repentina, os abraços oferecem vários outros benefícios para a saúde física e mental.

Confira os principais benefícios do abraço:

1. Dar ou receber um abraço é a forma mais semples de fazer o corpo liberar oxitocina, conhecida como hormônio do amor e da felicidade.

2. Estudos mostram que os abraços têm o poder de reduzir os batimentos cardíacos e a pressão sangúinea, além de diminuir o risco de doenças cardíacas.

3. Os abraços ainda diminuem os níveis de cortisol, conhecido como homônio do estress.

4. Um abraço também é capaz de fortalecer o sistema imunológico. A leve pressão no esterno e a descarga emocional ativam o chakra do plexo solar, que por sua vez estimula a glândula timo.

5. Ela aumenta os sentimentos de apego, conexão, confiança e intimidade e ajuda a curar a solidão, o isolamento e até a raiva.

6. O abraço é processado pelo sismtema nervoso como uma recompensa, e por isso tem um impacto importante na mente humana, fazendo com que tenhamos uma sensação de felicidade e alegria.

7. Os abraços ainda ajudam a cultivar a pacienciae demonstrar o apreço, além de estimular a liberação de dopamina, o hormônio do prazer, e serotonina, o hormônio do bem-estar, amplamente associado ao bom humor.

8. Outro benefício é o fato de que abraçar alguém relaxa os músculos, ajudando a liberar e diminuir a tensão no corpo, deixando-nos mais calmos e relaxados.

9. Os abraços foram incluídos na mesma categoria do risco e da meditação. Os três são considerados atividades que relaxam e ns ajudam a estar completamente presentes no momento, esquecendo temporariamente dos problemas que enfretamos no dia a dia.

10. O toque carinhoso de um abraço ajuda a criar uma sensação de segurança, já que nos sentimos totalmente protegidos quando abraçamos alguém que amamos.

11. Além disso, cientístas encontraram evidências de que os abraços ajudam a reduzir nossas preocupações e medos existenciais.

12. Estudos também mostram que as sensações táteis dos abraços protetores que recebemos de nossos familiares na infância se mantêm no sistema nervoso quando nos tornamos adultos, e ajudam a aumentar nossos sentimentos de confinaça, autoestima e amor próprio.

13. A troca de energia que ocorre durante um abraço é um investimento no relacionamento, e ajuda a criar empatia e compreensão.

14. Um abraço ainda pode oferecer conforto a alguém que esteja passando por um momento ou situação difícil na vida.

15. A liberação da ocitocina obtida por meio do abraço também contribui para melhorar a memória.

Fonte: Jetss.com

Está sentindo dores? Veja como a microfisioterapia pode te ajudar

Está sentindo dores no corpo e não sabe como curar? Tem alguma doença – como alergia, rinite, cólicas, enxaqueca – e já fez vários tratamentos e não teve resultados? A Microfisioterapia pode auxiliar a solucionar estes problemas.

A técnica é capaz de identificar e entender os motivos que levaram ao surgimento destes sintomas, bem como as possíveis situações em que eles podem ser intensificados. A microfisioterapia busca compreender o sentido que a doença trás, verificar as regiões que estão sendo impactadas, estimulando o corpo a reagir e restabelecer a saúde e funcionamento do seu corpo.

Segundo o microfisioterapia, Alan Dantas, através de toques manuais, o corpo é estimulado a reconhecer e eliminar memórias de traumas acumulados. “Guardamos todas as memórias conscientes e inconscientes ao longo da nossa vida, vivenciadas de forma negativa. Quando não solucionadas, estas memórias armazenam-se em nosso corpo influenciando no surgimento das doenças”, explica.

O procedimento manual pode ser realizado por pacientes de qualquer idade. De acordo com o microfisioterapeuta, com 2 ou 3 sessões intervaladas em até 60 dias, já é possível observar os resultados. A técnica recomendada para ansiedade, insônia, depressão, dores de coluna, enxaquecas, processos reumatológicos, além de outras doenças classificadas pela medicina alopata, não possui contra indicações.

Mais informações: Clínica Cuidar  ou através do telefone (71) 3481-6344

© 2019 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA